Seguimento de instruções em ambiente natural: o papel das conseqüências no estabelecimento de uma classe generalizada

Contenido principal del artículo

Andreia Schmidt
Deisy das Graca de Souza

Resumen

O estudo analisou o seguimento de instruções por alunos portadores de deficiência mental. Foram conduzidas cinco sessões de filmagens em sala de aula, posteriormente transcritas e divididas em episódios instrucicnais, para categorização dos comportamentos da professora (modalidade de instrução e regularidade c imediaticidade de conseqüências) e dos alunos (seguir ou não; comportamento correspondente ou não à instrução). A professora empregava predominantemente a modalidade vocal de instruções e conseqüenciava a maioria dos comportamentos dos alunos, em esquema de reforço contínuo ou de razão variável baixa, independente de sua precisão. Os alunos iniciavam algum tipo de seguimento imediatamente após cada instrução, porém os comportamentos emitidos apresentavam reduzida precisão. A modalidade predominante de instruções pode ter dificultado sua "compreensão". O esquema de conseqüenciação mantinha o seguimento de instruções como uma classe generalizada, mas a ausência de reforço diferencial pode ter dificultado as aprendizagens discriminativas requeridas para a correspondência precisa entre o que a professora dizia e o que O aluno fazia.

Detalles del artículo

Cómo citar
Schmidt, A., & das Graca de Souza, D. (2017). Seguimento de instruções em ambiente natural: o papel das conseqüências no estabelecimento de uma classe generalizada. Acta Comportamentalia: Revista Latina De Análisis Del Comportamiento, 10(1). Recuperado a partir de https://journals.unam.mx/index.php/acom/article/view/59542